Estudos para as Células - Voltar

17/09/2017 - Curando Doença da Esterilidade

Pr. João Batista – 17/09/2017     

Título: Curando Doença da Esterilidade.   

Texto: Sl 113:1-9

Definição: falta de fruto. Definição prática: falta de progresso, alegria, sucesso, unção, graça, prosperidade, esperança, filhos na fé,  intimidade com Deus,  crescimento ministerial ....

 

1 – Não sejais estéreis. 2 Pe 1:8  (Quais coisas? diligencia, fé, virtude, ciências, domínio próprio, amor)

a)      Fomos escolhidos para frutificar. Jo 15:16

b)      A maldição tem uma causa. Pv.26:2 (esterilidade era considerado maldição)

c)       Falta de fruto não é falta de potencial.

d)      As principais mulheres da Bíblia foram estéreis.  ex: Sarai, Rebeca, Ana, Raquel, Isabel. Gn 29:31

e)      Sua vida pode mudar. Ex. Thomas Edson, Abraão, Moisés, Albert Einsten, ...

 

2 – Prováveis causas de esterilidade.

a)      Medo ou preguiça, falta de diligencia, (lema: deixa a vida me levar...) Lc 19:11-23

b)      Falta de tratamento – Jo. 15 – Educação, disciplina, submissão, relacionamento, reciclagem, poda,  etc.

c)       Falta de raízes (solo rochoso – temos que tirar os entulhos do nosso coração, se enraizar).

d)      Superficialidade (beira do caminho – pássaros comem as sementes = falta de objetivos, superficialidade doutrinaria, visão superficial.  Ex. Eutico = vive na fronteira, na janela,  sem profundidade...)

e)      Sufoco (entre os espinhos – tensão; ansiedade; competição; beligerância; barraqueiro; teimoso; rancoroso)

f)       A incapacidade de viver em união - comunhão de verdade - tolerância

 

3 – O perigo da esterilidade.

a)      É doença, não se conforme, fomos escolhidos para frutificar.

b)      As estéreis do passado não se conformaram, consideravam amaldiçoadas.

c)       Poderá haver juízo e punição. Ex. A maldição da figueira.

d)      Deus pode punir porque já nos deu tudo  2 Pe 1:2-3

e)      Diga não ao conformismo. Ex. Abraão Gn.15:2; Rm 4:18-21;

 

Conclusão: “Faz que a mulher estéril viva em família e seja alegre mãe de filhos. Aleluia!” Sl 113.9

Quantos querem ser frutíferos ?